A falta de manutenção hidráulica e elétrica pode deixar suas contas mais caras

A falta de manutenção hidráulica e elétrica pode deixar suas contas mais caras

Categoria: Reforma e construção
Tempo de leitura: 6 minutos

Se você tivesse que optar entre água ou luz de qual delas você conseguiria abrir mão? 

Pense: você consome água potável para beber, para alimentação e para  higiene. Já sem luz os principais aparelhos modernos não seriam capazes de funcionar e proporcionar diversas facilidades e prazeres, como aquecer a comida no micro-ondas, agilizar a faxina com o aspirador de pó, tomar um banho quente ou simplesmente fazer aquela sessão de cinema em casa. Fica difícil até imaginar, não é mesmo?

Que esses recursos são extremamente necessários todo mundo sabe, o que muita gente não faz ideia é que além de comprometer o perfeito funcionamento da rede, a falta de manutenção nas instalações hidráulica e elétrica pode impactar na conta de água e de energia. Mas fique tranquilo, seguindo as orientações abaixo isso não vai acontecer com você.

A importância da manutenção preventiva

Você já deve ter ouvido que é melhor prevenir que remediar. Isso também se aplica quando o assunto for alguma das instalações da sua casa. Independentemente da existência de problemas ou não, recomenda-se que a manutenção preventiva seja realizada  no máximo a cada três anos. Substituindo tomadas e interruptores danificados, bem como fios e cabos elétricos, trocando ralos, encanamentos, torneiras e outros componentes, você investe em qualidade e ainda sai no lucro. 

Fazer a manutenção preventiva é uma maneira de evitar que aconteçam perdas ou danos irreparáveis, aquele famoso “é tarde demais” não precisa ser dito na sua casa. Os problemas encontrados na manutenção preventiva tendem a ser de fácil resolução, considerando que os danos não foram prejudiciais ao sistema. Da mesma forma, os gastos com a manutenção preventiva, geralmente, são mais leves do que ter que refazer a instalação inteira e bem mais animador do que aquela porcentagem que acaba respingando, mensalmente, na sua conta devido algum reparo pendente.

Instalações elétricas

Mesmo que as temperaturas estejam bastantes elevadas e a sua vontade seja de sair correndo atrás de um ar-condicionado, acalme-se.

 Aparelhos de ar-condicionado recém instalados, assim como os chuveiros mais potentes são os produtos que mais consomem energia e por isso aumentam bastante os gastos no verão.

Antes de qualquer coisa, peça ajuda de um técnico para verificar a quantidade de carga elétrica na rede, veja se capacidade atual é suficiente ou se há necessidade de ampliação. Isso é importante em qualquer sistema elétrico, seja ele o de uma casa de pequeno, médio ou grande porte.

Após entender a quantidade de carga na rede, o técnico irá checar o quadro de energia para ver se a distribuição dos pontos está organizada e bem-feita. Caso não esteja, o técnico deverá solucionar o problema.

Pode parecer que uma  caixa de energia desorganizada causa apenas dúvidas na hora de fazer desligamentos pontuais da rede elétrica, mas é bem mais sério. A caixa de energia em desordem também pode ocasionar sobrecargas e quedas inesperadas.

É  importante verificar se os disjuntores estão todos funcionando. Se o sistema for mais antigo é melhor substituir todos os componentes para garantir a segurança.

Depois é a vez  das tomadas, conferir se os fios estão em bom estado e se a condução de energia está adequada é extremamente importante. Esse processo pode ser feito com o auxílio de um aparelho amperímetro, que confere a quantidade de energia transmitida por sistemas elétricos. 

Se as lâmpadas da sua casa queimam com frequência em um ambiente, é sinal de sobrecarga. É necessário verificar os interruptores e lâmpadas para entender se o acionamento está acontecendo de maneira adequada e se não houve deterioração da fiação.

Aproveite a oportunidade para substituir as lâmpadas atuais por lâmpadas econômicas, principalmente as lâmpadas de LED. Além de ter uma vida útil maior,  o consumo das lâmpadas de LED pode chegar a ser até 80% menor com relação a uma lâmpada comum, ou seja, mais economia para o seu bolso.

 Instalações hidráulicas

A manutenção preventiva da instalação hidráulica deve ser realizada anualmente. Quando esse prazo não for cumprido é importante que não passe de 10 anos, mesmo que não apresente nenhum problema.Com ela você evita vazamentos, entupimentos ou mesmo gotejamentos,  nos banheiros, na cozinha, na lavanderia e nos demais ambientes com saídas de água. Evita também um gasto muito maior com problemas futuros, sem falar nos números mês a mês aumentando nos seus cálculos.

 Alguns sinais você mesmo pode observar, como a existência de vazamentos. Para isso basta fechar as saídas de água e observar o medidor. Se o ponteiro parar, não há vazamentos; se continuar girando, existe um problema. Nesse caso, chame um especialista.

Quanto aos ralos internos, é preciso fazer sua limpeza periódica para remoção de sujeiras acumuladas. Em relação aos ralos externos (pluviais), veja se não existe a possibilidade de raízes de árvores terem encontrado fissuras e os entupido. Se for assim, você precisará de ajuda.

Por mais que você  tenha boa vontade e goste de colocar as mãos à obra, quando existe a necessidade de conhecimento técnico as medidas preventivas devem ser feitas por profissionais especializados, porque eles podem detectar até aqueles problemas que não são aparentes. 

Vale a pena criar um cronograma para a manutenção hidráulica e elétrica com direito a aviso no celular, anotações na agenda ou mesmo em um quadro de recados.

E para começar a economizar agora mesmo, passe na Milium mais próxima e invista em produtos elétricos e hidráulicos de qualidade. 

Gostou? Encontre uma Milium mais próxima a você!